Olá espelhos

28/07/2023

Então de frente, de lado; de costas para espelhos naquela época pensei: Chegam momentos, em que tudo parece acabar. Lembro de ter vivido isso num passado já distante de quase década... Na época já havia realizado metas, chorado bastante, sorrisos também não faltaram. Batalhei, fracassei, em voltas diversas, desiguais e discrepantes voltei batalhar. Venci... Vivi... Nada mais parecia satisfazer desejos em outros desafios. Então deitava desapontado, encostando a cabeça nos travesseiros. Mas logo assimilei que o que foi vivido ainda não era tudo. E que tempos que me restavam eram curtos demais para estagnar. E que viveres são aproveitamentos dos instantes. E que de nada terão powerficações vividas, se não viver as mesmas hoje...