Letárgicos e as competitividades

31/05/2023

Olá internéticos 2ooe0nze. Já pensou no slogan: importante é competir... Assim sendo, impactantemente, tal frase se estende para diversas, desiguais e discrepantes áreas da vida humana. E até mesmo para toda vida. Pois ao se aplicar; em competitividades na vida, tudo são imperceptivelmente powercidades em extrair frutos. Lembrando que para além de questões morais...

Ao se colher frutos... Automaticamente, tal colher, eliminam chances de outras colheitas. Pelo menos de tais frutos especificamente. E mesmo ao repartir dos frutos; só os que colhem são capazes de repartir fatia da totalidade. Quem recebe só pode repartir fatia que recebeu. Mas antes de doar... Recebe. Não colhe diretamente. Mas de alguma forma, se esforça para ser contemplado. Mesmo que seja através de ato imperceptível de estar onde estava. Enfim...

Todas modalidades de competitividades, necessitam estarem potencializadas em infindáveis buscas por mais. Seja através de competições interpessoais; ou competições consigo mesmos... Pois características que superam outras, alimentam à si mesmas em vontades de afirmações de se manterem em sem fim estímulos em superações... E potencializam combustões a fim do superar; nas perspectivas superadas. Dessa forma...

Embalados por competitividades, extraímos mais powercidades geneticamente predestinadas à nós, mesmo quando passamos pelas inevitáveis desestimulações primárias nos momentos em que somos superados. Assim sendo, em perspectivas postuladas em: se chorei ou se sorri... importante é que emoções vivi... Nunca faltarão estímulos para sem fim motivações diversas, desiguais e discrepantes.

Mesmo se modalidades de desistências desmotivarem alguma busca por mais em determinada característica... Penso só nesta possibilidade: 'Grandes sonhos nunca morrem, apenas se metamorfoseiam em combustíveis para outros sonhos.'. Ou seja, quando menos esperamos, imperceptivelmente estamos envoltos em outras possibilidades. E assim... A vida não para.