Huumm... Delícia de refrigerante.

30/01/2024

Mergulhe-me em um grande copo de refrigerante
Bolhas de gás
com uma ardência incessante
Não quero mais xícaras de chá
Essa minha perseguição por adrenalina não acabará
Talvez tudo isso só aumente o meu colesterol
Mas que culpa eu tenho por gostar do besteirol?


 
Senhoritas, senhoritas, por que vocês estão tão desesperadas?
Quem precisa de regime quando se tem comidas salgadas?
Meu coração se aquece
Enquanto meu bom senso apodrece
Talvez eu precise de algo mais saudável
Mas eu odeio aquelas comidas de gosto questionável


Por que tudo o que é bom pode me matar?
E eu continuo me sujeitando á isso até meu fim chegar
Alguns preferem a doçura, outros a amargura
Mas eu preciso de algo que cura

Acho que eu não preciso mais me importar
Com o que os outros vão pensar
Pouco me importa qual é o sabor
Eu só preciso de algo que me livre da dor
E eu posso muito bem estar falando de coisas gordurosasMas você sabe que isso é apenas uma metáfora para aquelas pessoas assombrosas

Por favor, me dê o que eu peço
Mesmo que nas minhas veias isso faça um nó cego
Isso entope as minhas artérias
Pelo menos isso diverte a plateia
Não podemos fazer nada se somos um casal salgado
Em meio á tantos outros adocicados
Não se sinta mal pela minha saúde parada
Eu nunca gostei de salada
Prometo ficar com você até o fim da minha vida
Se você prometer não julgar a minha comida.