Fortes fraquezas que fortalecem

26/07/2023

Olá internautas e internetianas 2ooe0nze... Fortes fraquezas que fortalecem estou... Ou seja, estou nas pontas dos pés enquanto caminho, corro e salto em não confortos cognitivos maximizados às posteridades que estarei. Se é que estarei. E tais figuras de linguagens disruptivas... Como quase tudo nas culturas humanoides, inclusive nas 2ooe0nze... Devemos às maravilhosas imaginações dos gregos antigos.

Assim sendo, dizem que Tétis, era ninfa ou deusa do mar por quem Zeus e Poseidon haviam se apaixonado. E imagens às semelhanças de partes dos mortais quando se apaixonam... Estavam fazendo possíveis e impossíveis para conquistar Tétis.

Algumas versões de arbitrariedades powers em fantasias caprichosas corpônicas... Contam que Tétis rejeitou os dois deuses. Logo... Zeus ficou tão enfurecido que decidiu que ela nunca se casaria. Por outro lado, outra versão diz que Têmis, para quem não lembra, a deusa dos "bons conselhos", e encarnação da ordem divina, das leis e dos costumes... E Prometeu... o titã amigo dos mortais... Sabiam que era fundamental para a ordem no Olimpo, que nem Zeus, nem Poseidon, se casassem com Tétis. Fortes fraquezas que se passaram.

Sendo assim... Geneticamente predestinado foi Peleu. Rei dos famosos guerreiros chamados mirmidões. Para os deuses envolvidos em tal enredo... Ele apresentava vários pontos a seu favor. Era homem mais piedoso do planeta. Suficientemente digno para ter esposa divina. E o mais importante... Era mortal. De forma que não poderia gerar filhos imortais.

Ou seja, por mais grandioso que fosse seu filho... Imagens às semelhanças de associações dos componentes das misturas se dissociando em adaptabilidades demasiadamente humanas... Grandezas dele; hipoteticamente se findariam. Mas... Fortes fraquezas que vieram; se fixaram nas memorabílias... Imperceptivelmente como símbolos perceptíveis de forças, coragens, enobrecimentos, degenerações, etc.

Por outro lado gêmeo das mesmas histórias genetônicas mitológicas... Maiorias das fontes que esgrimam em duplipensões... Garantem que foi deus Apolo; apoiador das campanhas eleitorais dos troianos; quem guiou, em uma batalha, flecha envenenada até ponto vulnerável do dito cujo... O calcanhar... Somente assim, com ajuda do imortal...

Foi possível vencer guerreiro que aparece já no primeiro verso da Ilíada. Cujas iras movimentam todas histórias do mesmo. Um semideus assassino, saqueador, mal-humorado, temperamental, impiedoso e cruel. Mas também sempre semideus mais rápido, mais perspicaz, maior entre os maiores; mais brilhante, mais importante e mais belo dos homens. E numa perspectiva 2ooe0nze... Hoje se faz presente nos nossos imaginários em deliberações. Em... Fortes fraquezas que virão em sem fins aventuranças aventuradas... Se é que virão... Panta rhei baby...