eu-aedo 2ooe0nze

12/04/2023

Ao acender das atmosferas zunir-denses... Hélade Renzo se levanta como mais agitada magia. E num eu-aedo 2ooe0nze...

Totalmente dissimulado... Hélade diz ao pé do ouvido de Jaqueline. A sequência de palavras. Capazes de trazer naquele momento... Toda dissimulação que escancaradamente o obscôndito Claudio Amaro simulou.

Jaqueline não tarda em recitar as palavras citadas também por Héla. Ao pé do ouvido do pica-pau Nietirambos. Que num eu-aedo 2ooe0nze... Canta:

"E vendo o verso cair, cadente, Sílabas, upa, saltando fora, Tive que rir, rir, de repente, E ri por um bom quarto de hora. Tu, um poeta? Tu um poeta? Tua cabeça está assim tão mal? Sim, meu senhor, sois um poeta, E dá de ombros o pica-pau." Nietzsche.

Enfim, assim sendo, sendo assim, em suma... 2ooe0nze. Fim.